Histórico

As empresas privadas foram fundadas para viabilizar o transporte de passageiros em uma época de grande expansão da capital gaúcha (anos 1950-1960). Como havia necessidade de investimento e de conhecimento especializado, a Prefeitura Municipal concedeu a prestação desse serviço a vários pequenos empreendedores.
A história do desenvolvimento de Porto Alegre é inseparável da história desempenhada por esses indivíduos, os quais, baseados na tomada de crédito e na assunção de riscos, financiaram o aumento e a renovação da frota e todo o restante necessário para operação do serviço (obras, equipamentos, manutenção, bilhetagem eletrônica mais adiante, etc). Tamanho investimento e especialização tornaram o transporte coletivo da capital, referência na América Latina.
O modelo da rede de transporte coletivo de Porto Alegre é organizado em 3 bacias operacionais privadas: Norte/Nordeste, Sul e Leste/Sudeste. Há, ainda, a empresa pública Carris, que tem como característica principal realizar as conexões entre as bacias. Atualmente, o transporte coletivo da cidade emprega mais de 10 mil pessoas diretamente, sendo o maior empregador em algumas regiões onde atua.

 

Veículos das empresas VAP (Via Leste), Trevo (Viva Sul) e Nortran (Mob). Garagem da empresa Trevo.

O ônibus na rotina da cidade

O transporte por ônibus em Porto Alegre conduz diariamente cerca de 700 mil pessoas, entre pagantes e isentos, e percorre uma média de 300 mil quilômetros. São mais de 18 mil viagens por dia. Tamanho alcance revela a importância desse modal na mobilidade urbana e na rotina da população.
O ônibus é mais do que um meio de deslocamento. Ele é parte ativa na produção econômica, no desenvolvimento social e no lazer. Ele está em operação quase 24 horas por dia, cumprindo seus deveres e seu papel de agente integrador, função que consegue desempenhar a partir de regulamentação estabelecida e de regras definidas previamente.
Diferente de um transporte não regulamentado, o ônibus precisa chegar a todos os pontos da cidade, sete dias por semana e em horários diversos. Não escolhe localidade, público ou período de trabalho. Além dessa característica abrangente, o ônibus é um agregador social, pois permite o acesso de diferentes perfis, incluindo o de pessoas menos favorecidas financeiramente, que são beneficiadas com descontos ou isenção na passagem.
O transporte por ônibus contribui, fundamentalmente, para uma cidade mais produtiva, inclusiva e dinâmica, e é, ainda, um meio que colabora para um trânsito mais fluido e menos congestionado.

O espaço que ocupam 60 passageiros de ônibus, 60 ciclistas e 60 motoristas de carro

Quem Somos

Sede da ATP na Avenida Protásio Alves, 3885

A Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) foi fundada em 20 de outubro de 1983 por empresários do setor. É uma entidade sem fins lucrativos, constituída para integração, coordenação e representação das 11 empresas privadas de ônibus da capital gaúcha. A ATP também é responsável pela administração e comercialização do vale-transporte e da passagem antecipada e pela comercialização do crédito de passagem escolar. Em parceria com a Prefeitura Municipal implantou o projeto de bilhetagem eletrônica nos ônibus de Porto Alegre, denominado Tri – Transporte Integrado. O investimento para manter a estrutura e a operação do sistema de bilhetagem eletrônica é feito pela Associação.

As 11 empresas privadas de ônibus estão organizadas em quatro consórcios – Mob (lotes 1 e 2), Viva Sul (lotes 3 e 4), Via Leste (lote 5) e Mais (lote 6). Em setembro de 2015, os quatro consórcios foram declarados vencedores da licitação do transporte coletivo por ônibus, cujo contrato tem duração de 20 anos. A nova operação do serviço teve início em 22 de fevereiro de 2016.
Os consórcios Mob e Viva Sul atuam nas bacias operacionais Norte/Nordeste e Sul, respectivamente. O Via Leste e o Mais operam na bacia Leste/Sudeste.

Diretoria

A diretoria da ATP é composta pela Presidente Tula Vardaramatos e pelo Vice-presidente José Alberto Guerreiro (gestão 2018/2019). Com mandato de dois anos, a escolha é feita mediante votação em assembleia geral. Há também o Conselho de Administração, que reúne os representantes dos seis lotes, para deliberação de assuntos pertinentes à entidade.O porta-voz da associação é o diretor executivo Gustavo Simionovschi.

 

 

Associados

 

Viva Sul

Consórcio Viva Sul

RESTINGA TRANSPORTES COLETIVOS LTDA
TRANSPORTES COLETIVOS TREVO S/A
VIAÇÃO BELÉM NOVO S/A
VIAÇÃO TERESÓPOLIS CAVALHADA LTDA

MOB

Mob Mobilidade em Transportes
AUTO VIAÇÃO NAVEGANTES LTDA
NORTRAN TRANSPORTES COLETIVOS LTDA
SOCIEDADE DE ÔNIBUS PORTO-ALEGRENSE LTDA

Mais

Consórcio de Mobilidade da Área Integrada Sudeste – Mais
EMPRESA GAZÔMETRO DE TRANSPORTES S/A
SUDESTE TRANSPORTES COLETIVOS LTDA

Via Leste

Consórcio Via Leste
VIAÇÃO ALTO PETRÓPOLIS LTDA
AUTO VIAÇÃO PRESIDENTE VARGAS LTDA

Fotos: Arquivo ATP e empresas